Buscar
  • pedroisaac9

Bibliografia do Curso Subjetividade, Tecnologia e Trabalho no Século XXI

Atualizado: Jan 3


A bibliografia proposta vai enfatizar a realidade atual do trabalho e a abordagem da Sociologia Clínica. A bibliografia básica estará disponível aos estudantes matriculados no curso e a bibliografia complementar servirá como subsídio para as aulas, também podendo ser disponibilizada em sua totalidade ou parcialmente.

Bibliografia Básica

ANTUNES, Ricardo (org.) Uberização, trabalho digital e indústria 4.0. São Paulo: Boitempo, 2020.

CASTRO, Fernando Gastal de; ALVAREZ, Melina; LUZ Rodrigo. Modo de produção flexível, terceirização e precariedade subjetiva. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 2017, vol. 20, n. 1, p.43-54.

ENRIQUEZ, Eugène. Da solidão imposta a uma solidão solidária. Cronos, Natal-RN, v. 5/6, n. 1/2, p. 19-33, jan./dez. 2004/2005.

FERREIRA NUNES, Christiane Girard; ISAAC SILVA, Pedro Henrique. A sociologia clínica no Brasil. Revista Brasileira de Sociologia. v. 6, n. 12, Jan-Abr/2018.

FERREIRA NUNES, Christiane Girard; PENSO, Maria Aparecida; ISAAC SILVA, Pedro Henrique (orgs.) Diálogos em Sociologia Clínica: Dilemas contemporâneos. Brasília: Editora IFB, 2018.

GAULEJAC, Vincent de. O âmago da discussão: da sociologia do indivíduo

à sociologia do sujeito. Cronos, Natal-RN, v. 5/6, n. 1/2, p. 19-33, jan./dez. 2004/2005.

GAULEJAC, Vincent de. Gestão como doença social. São Paulo: Ideias e Letras, 2007.


Bibliografia Complementar

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão: O novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018.

BRAZ, Matheus Viana; HASHIMOTO, Francisco. Grupos de Implicação e Pesquisa e Organidrama como dispositivos de pesquisa e intervenção no mundo do trabalho, Laboreal [Online], Volume 16 Nº2 | 2020

CASTRO, Fernando Gastal de. Fracasso do projeto de ser: Burnout, existência e paradoxos do trabalho. Rio de Janeiro: Garamond, 2012.

CASTRO, Fernando Gastal de. A subjetividade sem valor: Trabalho e formas subjetivas no tempo histórico capitalista. Curitiba: Appris, 2020.

CASTEL, Robert. As metamorfoses da questão social. Petrópolis: Vozes, 2001.

CASTORIADIS, Cornelius. L’institution imaginaire de la societé. Paris, Ed. du Seuil, 1975.

DEJOURS, Christophe. A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. São Paulo: Cortez; Oboré, 1992.

DEJOURS, Christophe. La souffrance en France, La banalisation de l’injustice sociale. Paris : Seuil Paris, 1998 .

ENRIQUEZ, Eugène. As figuras do poder. São Paulo: Via Lettera, 2007.

ENRIQUEZ, Eugène. Jogos de poder na empresa: Sobre os processo de poder e estrutura organizacional. São Paulo: Zagodoni, 2014.

GAULEJAC, Vincent de. Qui est je? Sociologie clinique du sujet. Paris: Seuil, 2009.

GAULEJAC, Vincent de. La nevrose de classe. Paris: Hommes et Groupes, 1987.

GAULEJAC, Vincent de; HANIQUE, Fabienne; ROCHE, Pierre (orgs.). La sociologie clinique: Enjeux théoriques et méthodologiques. Toulouse: Érès, 2012.

GAULEJAC, Vincent de; HANIQUE, Fabienne. Le capitalisme paradoxant : Un système qui rend fou. Paris : Seuil, 2015.

GAULEJAC, Vincent de; MERCIER, Antoine. Manifeste pour sortir du mal-être au travail. Paris : Desclée de Brouwer, 2012.

GOUNET, Thomas. Fordismo e toyotismo na civilização do automóvel. São Paulo : Boitempo, 1999.

HUWS, Ursula. A formação do cibertariado: trabalho virtual em um mundo real. Campinas: Ed. UNICAMP, 2017.

LANCMAN, Selma; SZNELWAR, Laerte Idal (orgs.). Christophe Dejours: Da psicopatologia à psicodinâmica do trabalho. Brasília: Paralelo 15, 2004.

LÉVY, André. Ciências clínicas e organizações sociais. Belo Horizonte: Autêntica; FUMEC, 2001.

LOVELUCK, Benjamin. Redes, liberdades e controle: Uma genealogia política da internet. Petrópolis: Vozes, 2018.

LUKÁCS, Georg. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. A ideologia alemã. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

MOROZOV, Evgeny. Big tech: A ascensão dos dados e a morte da política. São Paulo, Ubu, 2018.

POLANYI, Karl. A grande transformação: as origens da nossa época. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

RHÉAUME, Jacques. L’enjeu d’une épistémologie pluraliste. In. : GAULEJAC, Vincent de; HANIQUE, Fabienne; ROCHE, Pierre (orgs.). La sociologie clinique: Enjeux théoriques et méthodologiques. Toulouse: Érès, 2012.

SIMMEL, Georg. Questões fundamentais da sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

SLEE, Tom. Uberização: A nova onda do trabalho precarizado. São Paulo: Elefante, 2017.

STANDING, Guy. O precariado: A nova classe perigosa. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.


59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo